Quer saber, às vezes eu nem ligo
De pensar em você e você não estar comigo ♫
theme
Give me your love.
1 2 3 4 5 6


Há 2 meses864 notasreblog
originally suagoxtosa • via sabed-orias

Há 2 meses7.159 notasreblog
originally zoiodlula • via pacifistas
“Onde é que você gostaria de estar agora, nesse exato momento? E então? Somando os prós e os contras, as boas e más opções, onde, afinal, é o melhor lugar do mundo? Meu palpite: Dentro de um abraço.”
Martha Medeiros.  (via inverbos)

Há 2 meses68.994 notasreblog
originally nando12 • via inverbos
“Porque o amor cara, amor é pra aqueles que aguentam sobrecarga psíquica.”
Charles Bukowski.  (via sur-realidade)

“Procuro agir de acordo com meu coração. Todas as vezes em que gostei, eu disse. Mesmo não sendo recíproco. Mesmo enchendo meu travesseiro de lágrimas. Mesmo tomando um pé na bunda. Orgulho e sentimento são coisas que não andam de mãos dadas. Pra gostar a gente tem que se entregar e mandar o orgulho pra China.”
Clarissa Corrêa.  (via n-o-v-o-h-e-r-o-i)

“Eu fico esperando você sentir minha falta todo dia.”
I Miss You.   (via gramaticas)

Há 2 meses135.356 notasreblog
originally delator • via gramaticas
“Chega, de uma vez por todas, dessa coisa de alma gêmea. Sempre existirá alguém, e não necessariamente será essa pessoa sempre. A dura realidade é que nós, seres humanos, não fomos feitos para eternidade. Assim como o que sentimentos. Seguimos em frente e levamos o melhor e o pior de tudo aquilo que vivemos. Para que da próxima vez, nos próximos nós que surgirem, consigamos nos libertar sem sofrer pelas mesmas dores.
Tudo isso porque, independente de quem você seja ou com quem esteja, no final das contas, será sempre só você e esses grandes e (quase) impossíveis nós.”
— Trecho do texto “Nó” do livro “Depois dos Quinze”, Bruna Vieira (via raffathamires)

“O que o fez reparar em você não foi a cor do seu batom nem o tamanho dos seus cílios, mas sim a confiança que você sentiu usando um batom mais forte ou um rímel novo. Tudo depende da maneira como você encara as coisas.”
— Bruna Vieira (via novasteorias)